Revista Mais - Julho de 2016
PEÇAS QUE AQUECEM OS AMBIENTES
Como a moda, a decoração também segue tendências.

Para se ter um ambiente atual, não é necessário um grande investimento financeiro ou trocar seu mobiliário. Podemos fazer um upgrade com peças que o tornarão moderno e, acima de tudo, acolhedor. Uma pincelada aqui e outra acolá, na medida certa, irá mudar a cara de sua casa.

O uso de adereços pode tornar seus ambientes mais alegres, personalizados e aconchegantes. O importante é que se complementem e tenham harmonia quando usados em um único espaço. Os adornos são um dos elementos que valorizam muito a decoração. Eles podem ser utilizados em qualquer espaço, e a forma como são expostos faz toda a diferença. Não existe regra que define onde devem ser colocados; depende do cenário onde estarão.
As peças douradas voltaram com força total e podem ser usadas em conjunto com outras, de materiais e acabamentos diferentes. Os objetos de história pessoal, peças antigas, as que estão em desuso e outras com finalidades distintas, também podem fazer parte do contexto, criando uma decoração peculiar.

As almofadas são um recurso fácil, econômico e versátil, um componente-chave na decoração que pode estar em diversos lugares, transformando-os. As peças com cores, formas, tecidos, texturas, padrões, detalhes e acabamentos diferentes podem se misturar. O uso desse mix remete à alegria e à personalidade na decoração. A composição pode ter alguma ou nenhuma correlação. O que vai determinar sua escolha é a diversidade ou a sobriedade que você busca.
Selecionar cores é uma questão que gera dúvidas, mas a dica é você optar por uma que esteja presente em algum detalhe de um objeto ou de um complemento. Assim, é possível brincar com a gama de possibilidades para construir uma decoração interessante.

Os quadros são perfeitos para compor os vazios de um ambiente, valorizando a decoração e imprimindo-lhe o estilo dos moradores do local. Eles podem ser usados nas paredes, sobre os móveis e o piso ou ser apoiados sobre réguas fixadas nas alvenarias, as quais são confeccionadas ou encontradas em lojas especializadas. Para definir sua dimensão, não é necessário se prender ao tamanho do espaço, pois a mistura de formatos cria um cenário atraente. Além disso, os acabamentos das molduras não precisam ser padronizados.
O tapete é outra peça que complementa o ambiente, mas deve ser escolhido com critério para não desfocar a intenção da decoração. Na seleção de seu material, devem ser considerados o espaço em que será usado, seu efeito, o conforto e a durabilidade. Nesse caso, também não há regra para a escolha da forma, que pode ser quadrada ou retangular, emoldurando toda a área ou se contrapondo ao formato da área aplicada. Uma das novas tendências é usá-los sobrepostos, de maneira que ocupem total ou parcialmente o espaço útil.

Essa proposta possibilita usar aquela peça que você tem e que está desproporcional ao seu ambiente. Para essa composição, os tapetes não precisam ter os mesmos estilo e padronagem. Ao contrário, o contraste vai fazer toda a diferença. As peças de formas geométricas e estonadas estão em alta, mas os persas, os de patchworks e os lisos ainda são presenças marcantes nos projetos.

Temos ainda uma gama de apetrechos e recursos que podem deixar o ambiente mais rico ou inusitado. A decoração, de modo geral, tem quebrado paradigmas, permitindo a concepção de diversos cenários.
Sandra Oliveira Arquitetura e Urbanismo
Rua Professor Osvaldo Franco 90 sala 610
Centro Betim MG CEP 32 510 050
(31) 3511.0538
arquitetura@sandraoliveira.com.br